A BIOGEOENERGY acaba de incorporar uma das líderes no mercado de desenvolvimento e tecnologia, a BIOWARE.

 
A Bioware Desenvolvimento de Tecnologia de Energia e Meio Ambiente Ltda foi fundada na Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da Universidade Estadual de Campinas – INCAMP no ano de 2002. Especializou-se no fornecimento de soluções tecnológicas inovadoras de alto impacto, aplicadas ao uso de resíduos para a produção de combustíveis, energia e insumos químicos de forma sustentável.
Trata-se de uma empresa pioneira na tecnologia de pirólise rápida e gaseificação de biomassas e outros resíduos. Hoje são os únicos fabricantes de biorrefinarias no país. A Bioware mantém parcerias com diversas universidades e centros de pesquisa e possui trabalhos desenvolvidos em mais de 15 empresas privadas.
 

Dentre os produtos oferecidos pela Bioware estão:

• Tratamento térmico de lixo para esterilização e posterior transformação em combustíveis e insumos;
• Tecnologia Integrada de Pirólise e Gaseificação
• Pirólise de Plásticos (PE, PS e PP) para obtenção de hidrocarbonetos;
• Produção de carvão a partir de biomassa para aplicação em fornos industriais, uso doméstico, produção de narguilé, entre outros.
• Obtenção de fibra de carbono a partir do bio-óleo

Em breve, parte da Bioware será transferida para o Parque Fabril do grupo Geoterra/Biogeoenergy, localizado em Araraquara – São Paulo, gerando mais de 600 novas vagas de empregos diretos e cerca de 180 vagas de empregos indiretos.
Nessa nova fase serão investidos mais de 500 milhões de reais em máquinas e equipamentos, além de manter constantes investimentos em pesquisas e desenvolvimento de novas tecnologias.

  

Conheça mais em: www.bioware.com.br

Comunicado

Recentemente a Biogeoenergy foi alvo de uma operação coordenada pela Polícia Civil da Bahia que investiga a quebra de contrato da empresa Hempcare, que vendeu 300 Ventiladores Pulmonar (Respiradores) para o Consórcio do Nordeste, em um contrato de R$ 48 milhões e supostamente não teria entregue os equipamentos.


Diante deste fato, a Biogeoenergy precisa esclarecer alguns pontos:

A Biogeoenergy não tem e nunca teve contrato firmado com o Consórcio do Nordeste. Nossa empresa desenvolveu um ventilador pulmonar de última geração, único no Brasil, feito atendendo a todas as especificações da Anvisa. Chamado de Respira Brasil, o equipamento passou em todos os testes a que foi submetido e aguarda apenas a autorização do órgão federal para que a produção comece.
É importante destacar aqui que a Hempcare é a única responsável pelo cumprimento ou descumprimento do contrato com o Consórcio do Nordeste uma vez que ela foi quem fechou o negócio com a promessa de entregar equipamentos importados da China. A Biogeoenergy foi procurada posteriormente pela empresa paulista quando esta não conseguiu concretizar a importação.
Nesse momento a Biogeoenergy se comprometeu a vender os respiradores para a Hempcare. O destino desses equipamentos é uma decisão da empresa e não nossa. A Hempcare sempre esteve ciente de nossa situação e do tempo que seria necessário para que os trâmites burocráticos com a Anvisa fossem vencidos para o início da produção e posteriormente a entrega dos aparelhos. Nossa transação com a empresa investigada é comercial, como com dezenas de outras país a fora. Não temos compromissos firmados ou assinados com o Consórcio do Nordeste e portanto, nenhuma responsabilidade sobre a quebra de contrato da Hempcare com os governos do Nordeste.


A Biogeoenergy reafirma seu compromisso em ajudar o país a enfrentar esse momento crítico e colabora com as autoridades policiais para dirimir qualquer dúvida que venha a surgir.